Um dos destaques do 5° Congresso Internacional Marista e do 2° Congresso Marista de Educandos e Famílias, realizado entre os dias 11 a 14 de outubro em Olinda, foi o lançamento do Sistema Marista de Educação. O evento foi promovido pela União Marista do Brasil (UMBRASIL) e reuniu dois mil gestores e educadores de todo o Brasil, além de palestrantes de renome nacional e internacional.
São mais duas novas propostas educacionais: o Sistema Marista de Educação – Ensino Religioso e o Sistema Marista de Educação – Ensino Médio. A primeira, voltada para o Ensino Fundamental I, estimula o diálogo entre diferentes culturas e crenças. Os livros (do 1º ao 5º ano) estão organizados em módulos, com variedade de seções e boxes que permitem a problematização dos temas estudados, a ampliação do repertório e a sistematização dos conhecimentos. Já a segunda, voltada para o Ensino Médio, é organizada por módulos e formada por 11 componentes curriculares: Língua Portuguesa, Matemática, Química, Física, Biologia, Sociologia, Geografia, História, Arte, Filosofia e Literatura e outras Artes. Apresentados de maneira interdisciplinar, contam com atividades desafiadoras e uma seleção de exercícios que preparam os estudantes para os melhores exames vestibulares do país e para o ENEM.
O Sistema Marista de Educação é uma proposta acadêmica e de gestão escolar que alia os conhecimentos da sociedade atual com os preceitos do modo Marista de educar, balizado no projeto educativo do Grupo Marista e em suas matrizes curriculares. Hoje, beneficia cerca de 40 mil alunos em diversos estados do Brasil.
Representando o presidente do Grupo Marista e da FTD Educação, Irmão Delcio Balestrin, o Irmão Rogério Mateucci, vice-presidente do Grupo Marista, destacou a importância do novo sistema de ensino durante o lançamento. “Esta é uma realização do Brasil Marista, que não existiria sem ações anteriores. O Sistema Marista de Educação é fruto da coragem e da abertura ao diálogo. Continuamos unidos para manter e elevar o nível da educação e com o intuito de formar crianças e jovens segundo o Evangelho”, finaliza.