O mês de agosto para a Igreja do Brasil é o mês dedicado às vocações, em suas diversas expressões. Atividades, reflexões e celebrações são propostas buscando sensibilizar os batizados para a importância do cultivo da vocação e também despertar crianças, jovens e adultos para sua opção vocacional.

Entre as Províncias do Brasil Marista sempre houve esforços, atividades e reflexão sobre o tema, no mês de agosto. Deste modo, em sinal de comunhão eclesial e para motivar a integração e sinergia interprovincial, é que se realiza a Semana Vocacional Marista nas Províncias do Brasil Marista, que acontecerá neste ano de 14 a 21 de agosto.

Neste mês, nossas unidades desenvolverão atividades, seminários e debates com temas relativos às vocações. Seremos convidados a refletir, vivenciar e celebrar com as crianças, adolescentes, jovens e adultos o tema “Maristas de Champagnat: do coração de Maria, vocações para o mundo”; e o lema “Tudo a Jesus por Maria, tudo a Maria para Jesus. Estamos convencidos que a Semana Vocacional é um tempo fecundo para fortalecermos a cultura vocacional junto aos Irmãos, Leigas, Leigos, colaboradores, unidades e comunidades Maristas, incluindo suas famílias e seu entorno. A semana reforça a cultura vocacional, a presença dos Irmãos e Leigos Maristas junto aos jovens e a vocação do religioso como Irmão. Também um tempo favorável para revisitar, revitalizar e impulsionar o projeto pessoal de vida e de missão que cada pessoa se propõe, com seus desafios e motivações ao longo do caminho.

A resposta ao chamado de Deus remete às pessoas a dar um sentido verdadeiro a sua existência. Implica uma abertura dialética para consigo mesmo, com os outros, com a natureza e o transcendente. Pois, vocação é o chamado de Deus que tem como intenção a realização plena da pessoa humana. É um chamado para fazer algo, para cumprir uma missão, para ser feliz.

Aprendamos com Maria e Champagnat a despertar para uma vocação!

Assista o vídeo do Semana Vocacional Marista aqui.

Saiba mais em:

http://vocacionalumbrasil.org.br/

“Animamos movimentos apostólicos nos quais os jovens podem encontrar clima que facilite sua resposta ao chamado do Senhor”.

(Constituições, nº 93.2)