A Rede Marista de Solidariedade, por intermédio de Danilo Vaz, coordenador  do Centro Social Marista – unidade de Caçador, foi representada no evento ‘Programa Jovens Educadores’ realizado pela United Nations Office on Drugs and Crime (UNODC), escritório responsável pelos assuntos de drogas e crimes.

O evento recebeu 23 iniciativas sociais em Salvador (BA), depois que os jovens selecionados passaram por três etapas classificatórias e garantiram sua participação no Programa.

De acordo com Danilo, ele e os demais jovens protagonistas do Brasil, receberam um treinamento completo de liderança e ativismo em pautas como segurança, pobreza, sustentabilidade, educação, empreendedorismo e saúde. Todas abordaram, algum dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) (https://nacoesunidas.org/pos2015/ods7/).

“O que fazemos no CSM tem ligação direta com os ODS’s, o que aproxima nosso trabalho da missão da ONU”, afirma Danilo, que completa: “certamente essa conexão entre as duas instituições garantirá que este propósito ocorra de ponta a ponta no CSM, amparando, principalmente, as comunidades vulneráveis”.
Danilo assim como os demais embaixadores da juventude, atuam junto ao público como plataformas de fortalecimento de importantes habilidades para a juventude, visando que cada jovem possa  ser um agente social da ONU, local, nacional e internacional, e sobretudo, atuar como peça-chave para a promoção de comunidades sustentáveis, participativas e inclusivas.

“Foi uma honra apresentar o trabalho da Rede Marista de Solidariedade, por meio dos projetos do CSM, tanto para os demais embaixadores, para os representantes da ONU, quanto para a Caixa Seguradora e outras instituições participantes do Programa. Como embaixador tenho a missão de ser um multiplicador, e a ideia é, não só  fortalecer o trabalho que  a Rede Marista de Solidariedade  já executa, mas criar novas estratégias para que nossos projetos tenham um olhar de cuidado com o planeta em que todos habitamos”, afirma Danilo.

Os treinamentos preparam jovens embaixadores para o desenvolvimento de projetos que buscam sociedades pacíficas, justas e inclusivas; visam erradicar a pobreza e a fome de todas as maneiras e garantir dignidade e igualdade; tenham o objetivo de proteger os recursos naturais e o clima do planeta para as gerações futuras; venham garantir vidas prósperas e plenas, em harmonia com a natureza, e que possam implementar a agenda por meio de uma parceria global sólida.

Além disso, os participantes realizaram exercício para aprender a identificar e atuar com  importantes ferramentas socias na gestão do terceiro setor, como o roadmap, que funciona como uma bússola gerencial, estimulando a identificação dos ODS no contexto brasileiro por meio da conscientização, o advocacy, a captação de recursos,  o monitoramento e a avaliação.

Atualmente o CSM atende crianças de 5 a 17 anos em situação de vulnerabilidade social, e desenvolve projetos dentro do que é proposto nos ODS’s, trabalhando as temáticas de ‘Expressão e criatividade’, ‘Direitos Humanos’, ‘Letramento’, ‘Alfabetização’, ‘Habilidades para a vida’ e ‘Projetos de vida’.
Segundo o coordenador do Centro Social de Caçador, o objetivo da unidade é dar oportunidades reais à população  local. Neste sentido, os projetos desenvolvidos no CSM são construídos a partir das necessidades que a comunidade, os educandos e os educadores entendem como prioridades para o bairro e, geralmente, estão ligados às vulnerabilidades juvenis.

“Criamos um espaço de reflexão  e  conscientização com os educandos e a comunidade, e o nosso intuito é fazer com que eles percebam a necessidade de reivindicar o acesso aos direitos básicos, como à educação de qualidade, por exemplo”, visando o desenvolvimento sustentável local”, explica Danilo. Para mais informações sobre o CSM de Caçador, acesse a pagina oficial no facebook  https://goo.gl/1jrLhE .