A PUCPR promoveu, no dia 14 de março, durante a celebração de 58 anos da Universidade, uma cerimônia de assembleia universitária para outorga do título de Reitor Emérito ao Irmão Clemente Ivo Juliatto.

Na ocasião, o reitor da PUCPR, professor Waldemiro Gremski, falou sobre os 39 anos que o Ir. Clemente dedicou à instituição. “Foi um período de muito trabalho para dotar a Universidade de condições físicas e acadêmicas que promovem a formação integral. O Ir. Clemente, junto de sua equipe, foi vitorioso nesta missão”, afirmou.

Confira o pronunciamento do Ir. Benê Oliveira, Vice-Provincial da Província Marista Brasil Centro-Sul, parabenizando e reconhecendo a dedicação do Ir. Clemente .

“Alegramo-nos com o senhor pela recepção do honroso e justo título de REITOR EMÉRITO da PUCPR na ocasião dos 58 ANOS da sua fundação! Aristóteles (384-322 a.C) afirmou que “a grandeza não consiste em receber honras, mas em merecê-las”. Inspirados nos dizeres do sábio filósofo grego e na própria etimologia latina da palavra emérito: aquele que “merece” usufruir das honras do ofício pela contribuição prestada à instituição, à sociedade, podemos dizer que é o caso do Irmão Clemente, pelo mérito que lhe é devido e conferido nessa manhã, em reconhecimento aos seus 39 ANOS de doação e de serviços prestados à PUCPR na docência, pró-reitorias, ao exercício da tarefa incansável e intensa da gestão universitária (SPC) e muito especialmente pelos 16 ANOS de REITORADO!

Advindo de uma infância humilde da bucólica Colônia Murici (SJP), o Ir. Clemente teve uma trajetória marcada por desafios e por decisões que moldaram o homem, o cidadão, o religioso, o educador e o profissional que se tornou e que lhe proporcionaram grandes voos em nossa instituição, sendo alçado ao mais alto posto da carreira universitária, o de Reitor por 4 quadriênios da PUCPR, dentre outros cargos, funções e ministérios. Fiel aos princípios e valores de uma universidade eclesial, pontifícia, cristã, católica e marista de qualidade, o Reitor Ir. Clemente, sempre norteou e orientou os seus projetos acadêmicos e de gestão na certeza de que a excelência e a relevância, ideais da PUCPR, são fundamentais para o desenvolvimento de Curitiba, Londrina, Toledo, Maringá, todo o Estado do Paraná, o Brasil e o mundo.

A história da PUCPR se confunde com a sua vida, formação e missão para cujo progresso, crescimento, desenvolvimento e bem-estar, prestou valiosa e indelével contribuição. Se “o homem é do tamanho de seu sonho”, cf. dissera o gajo poeta Fernando Pessoa, em igual medida, ousamos afirmar que os sonhos que moldaram a sua trajetória de vida e de liderança em favor da PUCPR, foram norteadores para coloca-la num respeitoso patamar acadêmico de reconhecimento nacional e internacional para o presente e para os novos e altaneiros rumos do futuro que a nossa instituição de ensino superior tem pela frente! O seu espírito sério, firme, determinado, criativo, empreendedor… são características e marcas incontestes do seu serviço docente e de animação, gestão e governança da PUCPR. Mas é da poeta goiana, Cora Coralina, que nos vem a inspiração de um de seus mais belos poemas para a homenagem de hoje. O senhor, Ir. Clemente, assim como a sábia poetisa acreditou que “a estrada da vida é uma reta marcada de encruzilhadas”, e que nas inevitáveis escolhas, algo sempre perdura: a certeza de que é “feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina”. Daí que gratidão e agradecimento são atributos de quem espera tudo em Deus. Não se é grato ou agradecido pelo que se quer receber, mas por aquilo que Deus confiou, ofereceu e colocou em nosso caminho – quem sabe, até por meio de condições e situações adversas.

Uma pessoa de espírito grato e de alma agradecida, abre as portas para a plenitude da vida e transforma: o que tem em suficiente e muito mais; a negação em aceitação; o caos em ordem; a confusão em clareza; a refeição em banquete; a casa num lar; o estranho em amigo! Sim, gratidão e agradecimento trazem sentido ao nosso passado, paz ao nosso presente e uma visão esperançosa para o nosso futuro.

Ir. Clemente, ao senhor manifestamos nossa mais profunda gratidão e agradecimento do coração pelo exercício de discípulo, mestre e missionário da PUCPR! Esteja mesmo seguro de que GRATIDÃO e AGRADECIMENTO são palavras sinceras e sentimentos nobres que encerram uma série de virtudes e atitudes humanistas e cristãs e que nessa ocasião se unem na entrega meritória e na recepção humilde do título de Reitor Emérito da PUCPR!
Estimamos que nas mãos das atuais e futuras lideranças, a PUCPR continue a ser uma Instituição de ensino superior pujante e em destaque na cidade, no Estado, no Brasil e para além do nosso país: uma universidade de qualidade a serviço da comunidade e católica pelos princípios que fundamentam e pautam sua identidade e agir dentro da valiosa, reconhecida e bicentenária tradição educativa marista.

Tenho dito!”