Uma vida dedicada aos jovens e à Missão Marista. Assim foi a trajetória do Irmão Henri Vergès, conhecido como um dos “19 Mártires da Argélia”, país onde permaneceu 25 anos realizando obras e dedicando-se à educação e à propagação da palavra fraterna e de tolerância de Cristo e de Maria. Com muita justiça, no próximo dia 8 de dezembro, Ir. Henri e os demais 18 mártires religiosos serão beatificados pelo Vaticano na Basílica de Santa Cruz, em Oran, na Argélia. Pela grande admiração que conquistou por sua dedicação e fé, o Irmão inspira e dá o nome a uma nova obra educacional do Grupo Marista: a Escola Social Marista Ir. Henri.

A nova escola começará suas atividades em fevereiro de 2019 atendendo 550 crianças da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I no bairro Gralha Azul, uma das regiões com maior vulnerabilidade social da cidade de Fazenda Rio Grande (Região Metropolitana de Curitiba). Materializada por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP) com a Prefeitura Municipal, que construiu o prédio, o estabelecimento será gerido pela DEAS. Em 2020, a meta é aumentar o atendimento para 900 crianças.

Sobre a inspiração do Irmão Henri, a diretora executiva de Ação Social, Alessandra Hovorusko, declara:

“Irmão Henri Vergès foi muito atuante na educação básica e fez muitos sacrifícios para permanecer em sua missão num país de maioria muçulmana. Nada o detinha de seguir sua missão de missionário e educador em um território instável e cheio de adversidades. A nova Escola Social nasce deste sonho de ser presença significativa e diferença num ambiente extremamente vulnerável, carente, empobrecido e adverso. É uma honra carregar o nome do Beato Ir. Henri, e desejamos profundamente beber do seu testemunho e carisma, eternizado na frase de sua autoria: ‘Mais verdadeira uma palavra que vivo do que uma palavra que digo”.